27 de novembro de 2008

ensaio sobre a cegueira

é... depois de filme, sabe lá o que mais vão tentar fazer com as coisas.... né yuri?
acho que aqui estamos mais para 'ensaio sobre a ce-gay-ra, uma performance de teatro contemporâneo psico-expontânteo'.
o link para a crítica do yuri está aqui: http://changez-tout.blogspot.com

homeopatia

eu curto homeopatia, sério.

24 de novembro de 2008

mini-dedicatória

eu tinha prometido uma dedicatória à minha menininha, pois bem. (o outro é o brad pitt, um gato preto medrosão de um canino só que é demais)

influenza

porque há vezes em que não há tanto mal em escorrer os narizes e doerem as costas, arranharem as gargantas e tossirem as tripas, estar em casa paga com folga os interstícios da gripe. voltei no sábado à noite do campeonato que reúne a nata do suco do lixo da universidade de são paulo, e já no caminho, soube que estaria doente nesta noite mesmo. missão cumprida, pensei, já que desde terça-feira arrastava o adiamento da doença para depois da viagem, com doses cavalares de vitamina C, aquela que garantiu a cobiçada longevidade de linus pauling, ainda que tão questionada quanto almejada por uma seita de céticos e sanguessugas. bem, tempo em casa é tempo livre, e tempo livre, ainda que roubado do tempo de dever, é tempo de fazer o inevitável. foi estranho passar 4 dias sem sequer pensar em desenhar, curiosa a influência do meio em que nos envolvemos. vai ver o diabo vestido de top e fio-dental vermelhos, chifrinho brilhante e tridente enfiado no rbo são inibidores de criatividade. vá saber. quem vai ao bife sabe do que falo, ainda que torça o nariz ao lembrar da baleia encalhada numa carcomida piscina regan de dois anos atrás, a se refrescar na água quente e turva de protetores solares alheios, com uma bendita canequinha do usp recicla jogando água sobre as vastas costas que mais pareciam uma encosta inteira. gripe por gripe, melhor estar gripado em casa.

16 de novembro de 2008

13 de novembro de 2008

a queda

'quer uma escada para descer do alto da sua soberba?' dizia meu pai ao meu iluminado irmão, cujo nome não posso revelar por ser detentor de um outro blog denominado 'picanha-leitão'. se ele assim desejar, posso revelar sua identidade para lá de secreta, cof cof.

back to black

pensar nos outros pontos de vista é sempre algo interessante, digamos que este seja, porém, bastante masculino...

a consciência vermelha de gil

como eu estava dizendo, minha imaginação saiu voando pela janela e alguém a deixou na portaria. (beá, aposto que desta você vai gostar)

7 de novembro de 2008

no bico do corvo

fazer piada com os pessimistas e mau-humorados é uma forma de enfiar uma faca em meu próprio peito, figurativamente falando, e de dar aquela torcidinha de quando pensamos 'puxa, é uma tremenda idéia para não comer tanto chocolate colocar a barra longe do sofá e se forçar a levantar cada vez que quiser um pedaço', pois, quando estamos de bom-humor, estas idéias geniais são ótimas e até sensatas. mas a idéia aqui é alfinetar meu lado resmungão e mal-criado, mau-humor-em-água-fria, não-me-provoque-que-eu-lhe-parto, quero-atenção-mas-nunca-admito e váááários outros sentimentos semelhantes. em casa tenho repertório infinito de pés-na-covices, basta parar de falar um pouco e se prestar a ouvir milongas e delongas. bem, melhor não me estender muito senão acabo tocando no mau-humor dos outros, não só no meu.

3 de novembro de 2008

catedral de reims


maquetinha-de-porta-de-museu que o cara pediu para montarmos para uma exposição dele como um 'tarado por arquitetura'. deu um trabalho absurdo, 22 contrafortes retardados, papel enrolado há 20 anos... mas ficou bacana.