25 de dezembro de 2009

BANG

eu sorrateiramente tentava tirar uma foto do meu avô, sentado do outro lado da sala, mas como ele não me fazia uma cara boa, gritei que me desse um sorriso. ele então sorriu o suficiente para umas três fotos e então - BANG! - me botou para fora do jogo.

lixo

video

É bastante assustadora a quantidade de lixo que geramos para viver nosso estilo de vida. Sim, este clichê que ouvimos o tempo inteiro de infinitos ecochatos que aprendemos a filtrar e dar certa importância - mas nem tanta, de forma que consigamos ser conscientes ao mesmo tempo em que vivemos sem nos transtornar demais - é bastante real, como já sabemos. Depois de ver este vídeo: 'de onde vêm as coisas' eu fiquei bastante sensibilizado pela questão que é esta armadura que fazemos para suportar toda a informação que recebemos de coisas que gostaríamos de não saber e que era melhor que de fato não existissem. O filme é meio infantilóide e tal, mas bastante explicativo de algo que é do interesse do todos nós, (eu aqui gostaria até de fazer um parênteses para falar deste impedimento que temos com as inúmeras 'verdades' que nos são contadas o tempo inteiro, cada uma com seu interesse ou não, mas que começam a fazer este cenário razoavelmente coerente e que já não dá para negar: é muito lixo e a gente mesmo não percebe o quanto). Uma das coisas mais interessantes do vídeo é o dado de que para cada volume de lixo que geramos em casa, o processo produtivo-extrativo gerou 70 vezes mais. 70 vezes! Então esta merdinha que eu juntei no meu quarto em um mês num devaneio burguesinho-ambiento-consciente, que na verdade não vai mudar nada para ninguém, juntou 200 litros de sucata (o cara não teve a coragem de guardar TUDO como seria mais representativo). Eu não acho que eu seja um cara especialmente gerador de lixo, mas ainda sim 200 litros é coisa pra caralho, principalmente se pensarmos que foram criados 14.000 litros para estes meus 200. E isso sem contar a parte que não consegui captar, a parte de resíduos orgânicos, o lixo gerado no meu consumo de energia elétrica, gasolina, gás, madeira, e todo o lixo de coisas que consumi indiretamente comprando comida em restaurantes, por exemplo. Eu não sei o que poderia fazer para melhorar uma situação como esta, quer dizer, saber até sei, mas não sou o novo gandhi nem pretendo sair brigando pela racionalidade da produção e das embalagens, muito menos a revolução do capitalismo, mas algumas coisas como a volta da venda de coisas a granel, como antigamente, quando a 'indispensável' higiene das embalagens à vácuo ainda não eram tão indispensáveis assim para nossa saúde nem o pavor de que alguém tivesse tocado na nossa comida antes de nós justificasse duas embalagens por produto. Meu discursinho dá raiva até em mim, por saber que não me importo tanto assim, como deveria, mas ainda sim, de alguma forma, me importo. E por mais que a coisa toda seja podre, a gente não precisa ser tão podre assim - é uma forma de otimismo sim - mas ficar puto para nada também não adianta NADA. Sei lá, só estou tentando organizar um pouco os pensamentos, mas sempre chego na questão de que se as pessoas de fato fossem sensatas, não estaríamos assim.

24 de dezembro de 2009

na casa da tia valéria

toda quarta-feira temos o melhor almoço da semana; na casa da minha ilustre tia valéria, irmã do meu pai. eu diria que é o dia da fartura e da engorda, um atentado contra quem tenha que sair para andar no calor nas horas seguintes, mas nada que não compense, pelo contrário.
estas fotos eu tirei lá, ontem, quando a maíra e a laurinha que não costumam ir sempre que nem eu, meu pai, o marcinho e a paola, foram também para encerrar o ano.
eu adorei esta foto aqui da risadona, ô delícia, viu.
e até o orpheuzinho com sua camiseta berinjela do 'the jimi hendrix experience' saiu na foto.

23 de dezembro de 2009

presente de natal II

o presente propriamente dito, espero que o vovô goste. fiz com o Contè Sangüine, uma espécie de pastel seco.

presente de natal I

este ano, no amigo secreto de fim de ano, tive a sorte de tirar meu avô. meus avós sempre foram dificílimos de se escolher qualquer presente, quem conhece sabe, não porque não gostassem, mas porque não precisavam de mais nada que pudessemos comprar. a solução, nestes casos, é dar uma coisa especialmente pessoal, e é o que decidi fazer. meu avô está numa fase complicada, as vezes nem me reconhece, mas o incrível é que sua memória antiga se mantém bastante firme e consegue se lembrar de coisas de há mais de 80 anos. preferi fazer um desenho de um dos lugares mais poderosos que conheço, o sítio santa maria. este aqui é o esboço que fiz em cima de uma foto de lá, agora vou aumentá-lo e passar para um papel de aquarela bacana, vamos ver o que dá, espero que ele goste.

20 de dezembro de 2009

taiçupeba


final-de-semana delícia na represa de taiçupeba, com paisagem elite-campestre, flores de aguapé,

garças se sacudindo,
pôr-do-sol digno das calotas polares,
e uma represa bonitona que tinha até ariranha (ela foi mais rápida que eu).

18 de dezembro de 2009

AUP 451

entrega final do trabalho da cadeira. as maquetinhas ficaram bacanas, a apresentação também; mas embora eu tivesse todo o funcionamento da cadeira resolvido na cabeça, não consegui produzir um material digno de nota, ficou beeeeem picareta a parte de detalhamento dos componentes. ainda assim, gostei bastante da experiência da disciplina, bem interessante.











15 de dezembro de 2009

frase de efeito

hoje, como toda terça e quinta, fui almoçar lá no 'bar nota 100', vulgo boteco do alemão, onde como um incrível PF de R$ 5 com turbaína e tudo. então lá estava eu, comendo meu PF de calabresa, arroz, feijão, farofa, batata e saladinha, feliz da vida, quando entra um sujeito com uma camiseta onde se lia:
'gasto 90% do meu salário em bebida. os outros 10% eu deixo pro garçom'. chiiiiiiique!

barossi na aula


vista do professor barossi no seminário de apresentação dos projetos da disciplina de projetos normativos; o professor se encontra neste estado após ter tri-fraturado a perna ao cair de seu pequeno caminhão no terceiro dia em que usava seus novíssimos crocs.

14 de dezembro de 2009

iphoto

o 'gênio' aqui ficou putinho com o iphoto dele que só dava pau e acabou apagando o programa. foda foi descobrir que não tinha o cd dele em casa e que o da irmã precisa de um sistema operacional mais 'avançado' para rodar.
resumo da história: se fodeu de verde-e-amarelo, cabeção.

10 de dezembro de 2009

tempo vago



tempinho sobrando no escritório; esperando o seu chefe chegar. e, no caso de baixo, muuuuito paciência e pouco acerto na mão.

8 de dezembro de 2009

Normativos III

corte/perspectiva para a apresentação de projetos normativos, minha última disciplina de projeto na fau (argh). o projeto foi feito em parceria com alexandre gaiser e bruno kim, equipe de 'artistas', segundo o acayaba... nós mesmos chamávamos as frescuras de projeto de viadagens, mas 'artístico' pega melhor mesmo, hehehe.

7 de dezembro de 2009

revival invernal

me parece um dia bom para dormir; meus pés gelados vão procurando o cobertor enquanto a idéia do frio vai se fazendo um pouco menos absurda conforme me ajeito na cama. de fato, o inverno voltara neste delicioso revival e eu puxo as cobertas até o pescoço deixando um sorrisinho encostado no travesseiro.

6 de dezembro de 2009

Normativos II

esboço do corte-perspectivado que estou fazendo em 1:200 para a apresentação final de projetos normativos deste semestre, um dos motivos de eu não estar conseguindo postar os desenhos habituais por aqui e no flickr. nas férias garanto tirar o atraso!

photoshop

argh! eu ia postar aqui um estudo para um corte-perspectiva que estou fazendo mas acabei de lembrar que estou sem photoshop. bom, fica para quando eu instalar o CS4.

2 de dezembro de 2009

pindura 2010 (III)


looooogo mais vai sair o pindura 2010, o pessoal até divulgou um site (blog) do calendário... guentacoração! http://pindura2010.blogspot.com.
para quem não lembra, minha ilustração foi esta ai em cima.