31 de agosto de 2011

wannabe

Itálico em sua morada, imitando (imagino que sem querer, uma coincidência, então) a cuspida de fumaça do Gansburg no folheto do filme deste ano.

passe escolar

Quem se lembra do passe-escolar pré-bilhete único? Tinha que ir lá no terminal pegar a 'cota', uma porrada de bilhetinhos juntos numa folhona picotada. Achei este perdido dentro de um livro, estava para marcador já.

29 de agosto de 2011

perdeu a direção - folhateen 29.08.2011

Tirinha publicada na contracapa do Folhateen desta segunda-feira, dia 29.08.2011, no jornal Folha de São Paulo. A história é realmente baseada em fatos, embora conte com alguma liberdade narrativa, naturalmente.

23 de agosto de 2011

opera prima 2011


pedacinho de terra

Quando eu escaneio desenhos do escritório em casa me dá comichão e eu acabo postando uns pedacinhos deles, porque morro de vontade de mostrar um pouco do que fico fazendo o dia inteiro lá e que poucas pessoas acabam vendo.

22 de agosto de 2011

cartão de aniversário

Recebi uns dias depois do meu aniversário este inacreditável cartão de aniversário do meu querido amigo japs, conhecido no mundo dos civis como Rodrigo Okuyama, o papa da arte em stencil.

12 de agosto de 2011

camarãozinho de tira-gosto

E então o Ítalo lavou e escorreu os camarões (separando as casquinhas para comer depois) e deu para o Hideki jogar na frigideira, já que ele tem medo do óleo respingar no seu Armani.

a garrafa de vinho ou o camarão

Mas na verdade era o limão.

11 de agosto de 2011

apps na cozinha - comida 11.08.2011

Ilustração publicada na Folha de São Paulo do dia 11.08.2011 no caderno Comida. Este desenho teve um enxerto posterior que foi o celular pendurado no imã, ao lado das facas, à pedido da editora. Agora, engraçada é esta coisa do repertório; fiz o desenho todo de cabeça, mas achei difícil pra burro desenhar os celulares e a joça do ipad (que, aliás, ficou bem ruinzinho), mesmo usando imagens de referência. São objetos tão fora da minha realidade desenhística que os trejeitos e linhas da minha retórica precisam ainda aprender a desenhar, mesmo eu não querendo muito. O fato é que não dá para ficar apresentando ipad deste jeito.

mestre cuca

- Ítalo, enquanto eu corto a salsinha, você pode ir arrumando o estoque?
- Claro, onde eu ponho este engradado?

10 de agosto de 2011

itálico

Estava batendo um vento bem forte que saía ali da porta, tá vendo?
- senão eu não vestiria camisa xadrez, estava assim num preto básico.

9 de agosto de 2011

aurora

Um dia destes, um pouco antes de eu ir nadar.

o começo e o fim

Eis o começo e o fim do filme. Se tem uma coisa legal é este tipo de manifestação que o próprio suporte dá às mídias, não? ver que mesmo que o olho seja meu, o enquadramento, a hora, o lugar, tudo ainda depende de uma reação química em cima de uma plastiquinho enrolado num tubo com feltro na borda, passando de pouquinho em pouquinho numa janelinha que deixará ele ver a luz só por um centésimo, depois enfiado em banhos tóxicos para então ver a luz de novo. E este processo tem destes rabichos que eu tanto gosto.